Quando sua casa não é de onde você é

Quando sua casa não é de onde você é

Há muito tempo, um FÃ do escritor de viagens Pico Iyer, especialmente de seu comovente ensaio Why We Travel, eu nunca o tinha visto falar antes. E ele fala exatamente como escreve; ou talvez seja o contrário. Em qualquer caso, ele tem a habilidade de transportar o ouvinte (e o leitor) para um lugar distante com suas descrições fluidas e concretas do cenário, embora os detalhes apresentados sejam frequentemente mundanos. Talvez seja isso que o torne a pessoa perfeita para discutir a noção de casa, por causa de sua habilidade em fazer com que tudo que fala soe como em casa.

Na palestra acima, Pico - que é descendente de índios, cresceu no Reino Unido, imigrou para os EUA e mora meio período no Japão - fala sobre uma população que raramente é comentada. As pessoas do mundo que vivem em um país diferente daquele onde nasceram. Segundo ele, a população dessa nação invisível é de cerca de 220 milhões, o que a tornaria a quinta maior “nação” do mundo. Somente nos últimos 12 anos, esse número cresceu 64 milhões e logo ultrapassará a população dos Estados Unidos.

A natureza espiritual desta conversa ressoou em mim. Como diz Pico, a noção de casa tem menos a ver com o solo do que com a alma. Fala da necessidade de quietude para poder se ouvir e encontrar seu lar, em meio ao movimento constante.

O movimento é um privilégio fantástico e nos permite fazer tanto que nossos avós nunca poderiam ter sonhado em fazer. Mas o movimento, em última análise, só tem sentido se você tiver um lar para onde voltar.

Dito de outra forma, o movimento não tem sentido sem quietude, assim como um objeto não pode existir sem todos os outros objetos que ajudam a defini-lo. Além de o lar ser um local físico, ele também se encontra na quietude que podemos cultivar em nós mesmos, desligando periodicamente nossos aparelhos eletrônicos e nos desligando da sociedade “barulhenta” em que vivemos.

Onde fica sua casa?


Assista o vídeo: A Casa É Sua. Live Acoustic Session. Casa Worship