7 pecados capitais e suas 7 capitais no Brasil

7 pecados capitais e suas 7 capitais no Brasil

É comum dizer, neste país, que Deus é brasileiro. Reconhecemos as belezas de nossa terra, a energia de nosso povo e a magnificência de nossa cultura. Por outro lado, gostamos de reclamar da forma desdenhosa com que são tratadas as nossas florestas, das travessuras com que por vezes os brasileiros se comportam e do descuido com as nossas manifestações culturais.

Nunca ouvi ninguém dizer isso, mas, se Deus é brasileiro, existem algumas razões para acreditar que o diabo também pode ser. Se isso for verdade, aqui estão 7 de seus possíveis locais de nascimento (e seus respectivos pecados):

Lust: São Paulo

São Paulo não é apenas a capital da luxúria do Brasil, mas também abriga a rua mais luxuosa do país. A Rua Oscar Freire - recentemente eleita uma das oito ruas mais luxuosas do mundo - tem mais de 2km de extensão, está repleta de lojas exclusivas de marcas de luxo e está rodeada por um grande número de lojas independentes semelhantes que vendem Dior, Luis Vuitton e Armani.

O bairro dos Jardins abriga o maior número de acompanhantes de luxo do Brasil, com preços que chegam a dezenas de milhares por noite. Os Jardins também têm algumas das casas noturnas mais caras do país. Por isso, quando vir uma linda garota comprando nos Jardins roupas para sair à noite, cuidado: a luxúria pode ser o elo entre todas essas atividades.

Gula: Rio Branco

Rio Branco possui o maior percentual (21,3%) de habitantes obesos do Brasil. Se estivéssemos falando da qualidade da comida, provavelmente falaria de Belo Horizonte, e do delicioso pão de queijo que eles fazem, e da geléia de leite doce, e ... sorte que a gula não se refere ao que se come, mas a como muito é comido.

Ganância: Brasília

Construída no final da década de 1950, em menos de um século, Brasília se expandiu a ponto de ter o segundo maior PIB per capita do Brasil. É inegável que a ganância desempenhou um papel importante em sua evolução. E é consensual entre os cidadãos que a capital federal também é nossa "capital da ganância".

“A busca de bens materiais”, “roubo” e “manipulação de autoridade” são expressões comumente usadas para definir esse pecado. Ler um jornal local é suficiente para perceber todas essas práticas difundidas na cidade onde a maioria de nossos principais políticos vive e trabalha.

Ira: Maceió

Maceió é a capital mais violenta do Brasil, de longe: a proporção é de cerca de 111,1 assassinatos por 100.000 habitantes, quase dez vezes maior que a de São Paulo, a cidade mais comumente associada a violência, assassinato, roubo e outras coisas que vestimos realmente não gosto de falar.

Inveja: Rio de Janeiro

Escolha as pessoas mais bonitas do mundo, jogue-as no cenário mais bonito do mundo. Adicione um pouco de calor ao local (ou subtraia as roupas das pessoas, se quiser ser mais direto) e você terá um ecossistema projetado para gerar inveja.

Caminhando por seus calçadões ou passeando por suas praias, você encontrará corpos perfeitamente esculpidos, um punhado de celebridades e, inevitavelmente, desenvolverá um pouco de inveja. O Rio é o lar dos brasileiros mais famosos, e não é por acaso que também é onde a maioria de nossas novelas mundialmente famosas é produzida. Se você assistiu a algum deles, reconhecerá que a inveja também transborda para o Rio retratado na TV - 99% de suas tramas são dirigidas por um vilão que tem inveja louca de um bom rapaz ou garota.

Orgulho: Porto Alegre

A cerveja mais popular no Brasil tem seu ranking ameaçado por uma cerveja menor, produzida localmente, no estado mais ao sul do país. O hino nacional é trocado pelo hino do estado no início de cada evento esportivo oficial (gaúchos(os gaúchos cantam de cor o hino local desde a infância).

Porto Alegre é a capital brasileira do orgulho porque, simplesmente, gaúchos são as pessoas mais orgulhosas do país. Esse orgulho está nas roupas, na comida e na bebida locais, nos traços lingüísticos (o português, no sul, tem um forte sotaque castelhano) e na história. O Rio Grande do Sul não fazia originalmente parte do Brasil, mas foi tomado militarmente após uma revolução malsucedida no século XIX. O que resta dessa época são as tradições do povo. E seu orgulho caseiro.

Preguiça: Salvador

Corre o boato de que o trabalhador paulista uma vez viu o baiano de peito nu deitado em uma rede, descansando. O executivo perguntou: “Rapaz, você sabia que a preguiça é um dos sete pecados capitais?” O salvadorenho, sem mexer um músculo, respondeu: “E você sabia que a inveja é outra?”

Brincadeiras à parte, é um pouco difícil "provar" que Salvador é a capital mais preguiçosa do Brasil. Embora as pessoas de lá também não se esforcem para quebrar esse preconceito. Se você quiser coletar alguns dados ou fazer alguma pesquisa de campo, compartilhe os resultados com alguém de Salvador. E se você não conseguir encontrar ninguém, uma boa ideia é procurar na rede mais próxima.


Assista o vídeo: The Seven Deadly Sins - Prisoners Of The Sky - Clip #01 dt.