Sangue, esporte e ritual na ilha indonésia de Sumba

Sangue, esporte e ritual na ilha indonésia de Sumba

DATO NÃO FAZ BULLSHIT. Ele era nosso guia e nosso amigo. Um chefe de aldeia e um ex-campeão nas lutas de punho de Pasola. Eu o amava e temia igualmente. E quando perguntei a ele por que todos os homens Marapu usam espadas em seus cintos, sua resposta fez minha garganta secar.

“É útil para abrir cocos ou para cortar a cabeça de outro homem”, disse ele, sem um pingo de bravata.

O Sumba moderno existe em um estado virtualmente pré-histórico. Eles carregam espadas. Eles andam a cavalo. Eles usam o búfalo como moeda. E se você matar outro homem durante o festival anual de Pasola, não será acusado de assassinato.

Entre os clãs tribais que ocupam esta ilha indonésia, as rixas duram gerações, os ânimos esquentam e a luta faz parte da vida cotidiana. As aldeias configuram-se como fortalezas, localizadas no topo de montanhas com altos muros de pedra (o que torna o acesso à água muito difícil - um problema constante na ilha). Isso não quer dizer que eles não sejam pessoas calorosas, corteses e gentis também. Mas eles usam o coração nas mangas e as espadas nos cintos.

Quando ouvi falar do Festival Pasola, há alguns anos, prometi a mim mesma que um dia compareceria. Como cineasta, eu sabia que precisava tentar capturar a experiência. Mas essa sessão seria a mais difícil e perigosa da minha carreira. A lama e a chuva. As multidões hostis e turbulentas. E a própria natureza do festival - uma sangria humana terminando em um tumulto total - no final do dia nos consideramos sortudos simplesmente por sair ilesos e com todo o nosso equipamento intacto.

Dois pequenos incidentes que não puderam aparecer neste breve vídeo:

  • PRIMEIRO… Ao amanhecer na praia, o Ratus (chefes) estavam sentados no penhasco de paralelepípedo mascando noz de bétele, discutindo a qualidade do Nyala vermes (o surgimento desses vermes sagrados determina a época do Festival Pasola do ano) e se preparando para sacrificar um galo negro. Na beira da água, notamos que todos os moradores ao nosso redor estavam discretamente enchendo seus bolsos com pedras do tamanho de punhos. Um sinal sinistro. Eles estavam sendo esquecidos para o final do festival, quando toda a multidão irrompe em um violento tumulto sangrento, completo com tiros da polícia, cavalos selvagens e muitas janelas quebradas.
  • MAIS TARDE ... meu parceiro de filmagem Andy e eu estávamos pressionando a nossa sorte no campo de batalha e ambos observamos um dos cavaleiros pegar uma lança e golpear o coletor de lanças. Demorou apenas um segundo para perceber que os coletores de lança - que estavam tão próximos dos árbitros quanto uma batalha campal deveriam estar - estavam muito fora dos limites. O coletor de lanças surtou, começou a perseguir o cavaleiro ofensor e a atirar lanças nele. Outros homens se juntaram à perseguição, desembainhando as espadas enquanto o perseguiam praia acima. Andy começou a correr atrás deles para filmar a cena e foi parado repentinamente por Dato. “Não chegue perto dessa cena”, disse Dato. "Por que não?" perguntou Andy. "O que vai acontecer com ele?" Dato fez um movimento cortante com o braço. Sua outra mão caiu para o punho de sua espada. Olhamos para a praia e vimos a multidão que se reuniu em torno do brincalhão. As espadas subiam e desciam no ar. Esse é o tipo de lugar que Sumba é.

Agora assista ao vídeo (ou assista novamente). Está vendo aquelas lanças voando bem sobre nossas cabeças? No ano passado, um espectador pegou um deles pelo olho e pela parte de trás do crânio. Ele morreu instantaneamente. Foi uma boa colheita.

Agradecimentos especiais a Dato, Chris Bromwich e Nihiwatu Resort por tornar este vídeo curto possível. Não criamos isso para fins comerciais ... foi apenas algo que nos sentimos obrigados a documentar. Obrigado por assistir.


Assista o vídeo: RITUAL - Tiësto, Jonas Blue u0026 Rita Ora. Zumba