30 sinais de que você é um viciado em jiu-jitsu brasileiro

30 sinais de que você é um viciado em jiu-jitsu brasileiro

Suas articulações estão doloridas e suas orelhas estão mutiladas, mas você ainda passa o dia inteiro ansioso para treinar. Você está preocupado por ser viciado em jiu-jitsu brasileiro? Dê uma boa olhada nesta lista e julgue por si mesmo.

1. Você pode escapar da cama para sair de debaixo das cobertas.

2. Você se sente desconfortável abraçando sua própria mãe sem estar com dois ganchos.

3. Seu armário está cheio de mais jiu-jitsu gis do que camisetas e jeans.

4. Você se vê debatendo se deve ou não passar a guarda durante o sexo missionário.

5. Você pronuncia nomes começando em “R” com um som de “H”.

6. Lavar seu gis sujo resultou em várias máquinas de lavar destruídas.

7. Você exclui seu histórico da web para que sua cara-metade não veja seus hábitos de assistir jiu-jitsu.

8. Você descobre que suas habilidades de jiu-jitsu melhoram quanto mais você treina, mas seu inglês piora.

9. Todas as camisetas que você possui são estampadas com gráficos de torneios de jiu-jitsu.

10. Você está falando pelo primeiro nome com sua costureira local.

11. Você foi acusado de ter um caso como resultado de hematomas semelhantes a um chupão em seu pescoço.

12. Quando alguém estende a mão, você não pensa em "aperto de mão", você pensa em "armdrag".

13. Açaí, picanha e caipirinhas são a base de sua dieta.

14. Você pode pronunciar açaí, picanha e caipirinha com facilidade.

15. Você aprendeu a falar português sem querer, apesar de morar na América Central.

16. Você recebeu o ultimato "sou eu ou jiu-jitsu" mais de uma vez na vida.

17. Você sempre escolheu o jiu-jitsu.

18. Você torceu todos os dedos das mãos e pés mais de uma vez.

19. Você só planeja férias em lugares próximos a uma academia de jiu-jitsu.

20. O termo "mata-leão" nem remotamente lembra você de atividade sexual.

21. Você não tem nenhum problema em se defender, mas apertar a mão de um conhecido dói.

22. Você considerou morar na academia de jiu-jitsu para economizar tempo de deslocamento.

23. Ao conhecer alguém, você inspeciona seus ouvidos antes de fazer contato visual ou sorrir.

24. Você tem habilidades de esfregão de nível especializado devido às suas tarefas diárias pós-treinamento.

25. Várias vezes por semana, você pula a hora do almoço no trabalho para ir treinar.

26. Seu orçamento inclui uma alocação para fita atlética Mueller.

27. Você não tem mais medo de agulhas depois de drenar sua própria orelha de couve-flor.

28. Você carrega o kimono para todos os lugares, na mínima chance de passar pela academia.

29. “Berimbolo”, “Kimura” e “De La Riva” não soam como um jargão para você.

30. Você achou esta lista bem humorada, mas não surpreendentemente aplicável.

Se você se pegou balançando a cabeça ou rindo dessa lista mais do que algumas vezes, procure ajuda. Ou melhor ainda - como Kurt Osiander diz, “Vá treinar!”


Assista o vídeo: Everything Is About to Change How You Learn Gracie Jiu-jitsu!