10 dos melhores gols da Copa do Mundo de todos os tempos

10 dos melhores gols da Copa do Mundo de todos os tempos

ENQUANTO A COPA DO MUNDO DESTE ANO certamente terá seu quinhão de golpes eletrizantes, anos anteriores nos mostraram o mesmo. Dê uma olhada em 10 de nossos gols favoritos da Copa do Mundo de todos os tempos, sem uma ordem específica.

Diego Maradona: Argentina vs Inglaterra, 1986

Não, não é o famoso objetivo "Mão de Deus". Este veio menos de 5 minutos depois durante o mesmo jogo. Ao receber a bola, Maradona ligou os motores a jato e cobriu 60 metros em 10 segundos, driblando quatro zagueiros ingleses (Terry Butcher teve a alegria de ser empurrado duas vezes) e o goleiro Peter Shilton antes de lançar a bola para um gol aberto. Embora ainda esteja em debate, o gol foi eleito o Gol do Século da Copa do Mundo FIFA em 2002 por torcedores de todo o mundo.

Dennis Bergkamp: Holanda vs Argentina, 1998

Dennis Bergkamp demorou menos de 2,5 segundos para formular uma solução para o placar de 1 a 1 durante os 90 minutos da partida das quartas de final entre Holanda e Argentina: três toques precisos na bola (todos feitos com o pé direito). Com o primeiro toque, Bergkamp refreou graciosamente o passe longo de Frank de Boer antes de marcar Roberto Ayala para o segundo toque, apenas para completar a série ao acertar habilmente o goleiro Carlos Roa no canto superior oposto.

Michael Owen: Inglaterra vs Argentina, 1998

Um segredo bem guardado até agora, Michael Owen tornou seu nome conhecido com esse objetivo aos 18 anos de idade. Recebendo a bola com uma passada após o meio-campo, Owen acelera pelo adversário e encontra seu último zagueiro cara a cara. Ele finge para a esquerda e se move para a direita, sacudindo Roberto Ayala por uma fração de segundo, antes de atirar a bola na área no canto oposto do gol. Depois desse, bem, Owen não era mais um segredo.

Pelé: Brasil vs Suécia, 1958

Quarenta anos antes do gol de Owen na maioridade, Pelé se anunciou ao mundo aos 17 anos com este gol impressionante contra a Suécia na final da Copa do Mundo. Derrubando o cruzamento de Nilton Santos com o peito, Pelé chuta a bola por cima do defesa Bengt Gustavsson antes de mandar para Karl Svensson com um chute rasteiro. O placar da partida terminou em 5 a 2 com a vitória do Brasil, dando a eles o primeiro troféu da Copa do Mundo - as coisas nunca mais foram as mesmas.

Carlos Alberto: Brasil vs Itália, 1970

Desta vez, Pelé não foi o artilheiro, mas deu uma ajuda. A cena começa com Clodoaldo enquanto ele manobra sem esforço em torno de quatro jogadores italianos antes de passar a bola para Rivelino, que rapidamente encontra Jairzinho no campo. Pelé recebe um passe curto de Jairzinho antes de entregar a bola para Carlos Alberto, que se move a toda velocidade, que arremessa para o gol adversário. Já muito à frente no placar, o Brasil volta a trazer o troféu para casa.

Saeed Al-Owairan: Arábia Saudita vs Bélgica, 1994

Saeed Al-Owairan partiu em missão solo para marcar este gol na partida da Arábia Saudita para a Copa do Mundo de 1994 contra a Bélgica. Em 2002, seu gol recebeu o sexto maior número de votos para o Gol do Século na Copa do Mundo da FIFA. Aos cinco minutos, o meio-campista recebeu um passe e saiu correndo. Ele continuou correndo, passando por vários jogadores no processo, até encontrar a oportunidade de enviar a bola zunindo além de Michel Preud'homme para o gol. O showmanship e os esforços de Al-Owairan mantiveram vivas as esperanças da Arábia Saudita na Copa do Mundo de 1994, posteriormente frustradas pela Suécia nas oitavas de final.

Roberto Baggio: Itália vs Tchecoslováquia, 1990

Frequentemente apontado como o "gol do torneio", o gol de Baggio contra a Tchecoslováquia em 1990 é inesquecível. Em uma dobradinha com Giuseppe Giannini, Baggio dribla a bola até a grande área, dividindo grande parte da defesa no processo. Fingindo-se à esquerda e perdendo seu último zagueiro, Baggio passa a bola direto pelo goleiro do centro da área para marcar. A tainha e o pênalti falhado são igualmente memoráveis, infelizmente.

Gheorghe Hagi: Romênia vs Colômbia, 1994

Jogando em Pasadena durante a Copa do Mundo de 1994, Hagi recebeu um passe curto para o chão logo após o meio-campo. Depois de alguns dribles curtos, ele solta a bola com um lob de longa distância. O goleiro colombiano Oscar Córdoba dá um salto com a mão estendida no ar, mas pouco pode fazer. A bola atinge o fundo da rede. Os romenos comemoram enquanto seguem seu caminho para as quartas de final.

Esteban Cambiasso: Argentina x Sérvia e Montenegro, 2006

A Argentina derrotou a Sérvia e Montenegro em sua vitória por 6 a 0 durante a Copa do Mundo de 2006, e a série de 24 passes que culminou com o gol de Cambiasso é o resumo perfeito. Os argentinos casualmente trocaram a bola entre si ao longo de quase 90 segundos, antes que Cambiasso, a 12 metros de distância, recebesse a bola com um belo giro e a acertasse no fundo da rede. O objetivo era uma demonstração perfeita do estilo argentino.

Arie Haan: Holanda vs Itália, 1978

O gol mais famoso de Arie Haan foi seu chute de 40 jardas contra a Itália na segunda fase de grupos da Copa do Mundo de 1978. Haan acabou e disparou um remate de longa distância para a baliza italiana. Dino Zoff, o goleiro italiano, saltou e estendeu a mão na tentativa de impedir a tentativa, mas não teve sucesso quando a bola quicou na trave e ricocheteou no fundo da rede.


Assista o vídeo: 10 Melhores Cobradores De Falta Da História